Carregando TV, aguarde...
Fechar
Você está em: Edificação » Palavra Profética » Coluna e baluarte da verdade

Coluna e baluarte da verdade

A- A+

O mundo está podre em sua essência! Só não deteriorou por completo porque há um elemento no meio de todo este caos: a Igreja, povo exclusivo de Deus, sal da terra, luz, coluna e baluarte da verdade.

Para que fiques ciente de como se deve proceder na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, coluna e baluarte da verdade. (I Timóteo 3:15)

Nesta semana eu estava evangelizando um engenheiro e resolvi explicar-lhe o plano de Deus usando uma linguagem da sua área. Referi-me à igreja como “coluna e baluarte da verdade”, conceito que ele certamente domina, e mostrei-lhe o risco que é tentarmos manter nossas vidas e nossas famílias fora dessa estrutura de proteção. Depois que ele saiu, declaradamente tocado pelas coisas que ouviu, fiquei pensando ali com meus botões sobre a responsabilidade que temos de sustentar a verdade de Deus numa época tão confusa quanto a nossa.

A sociedade moderna marcha em profunda decadência. Os valores espirituais, morais e éticos têm sido relativizados de tal maneira, que o mundo não tem como avançar por muito tempo mais.

Em primeiro lugar, a própria existência de Deus tem sido relegada à condição de mitologia nas culturas consideradas mais avançadas. Em especial, a Europa mergulha dramaticamente no ateísmo e já assumiu a condição de sociedade “pós-cristã”.

Para não dizer que esse ceticismo domina todo o cenário, vemos o Islamismo radical avançando com a imposição de um deus enfiado goela abaixo, às vezes pelas vias da violência e do terror. Isso sem falar das outras tantas religiões que, embora proclamem alguma divindade, não se referem a Único e Verdadeiro Deus, o Criador de todas as coisas, o Deus de Israel.

Não sei o que é pior: se a ausência da fé ou a fé desperdiçada no engano das religiões...

Os valores morais também sofrem um terrível bombardeio. O conceito “família”, que nos tempos da minha infância ainda era sustentado como “a célula mater da sociedade”, parece que se perdeu. Afinal, não existe família sem autoridade e sem aliança. O feminismo e o liberalismo trataram de combalir a autoridade. Filhos sem regras se tornaram a geração desregrada de nossos dias... O divórcio e as relações do tipo “bom enquanto dura” trataram, por outro lado, de amordaçar a voz e o poder da aliança. Resultado: lares desfeitos ou sobreviventes em pleno caos.

Como se não bastasse, até o mais óbvio passou a ser relativo: a sexualidade. Não faz muito tempo, havia macho e fêmea, homem e mulher. O que passava disso era sem-vergonhice ou distorção da alma, doença emocional. Mas agora o rolo compressor do homossexualismo parece estar perto de achatar a todos debaixo do absurdo conceito de que ser “gay” é, não apenas opção voluntária, mas imposição natural, genética. Quer até a ciência provar que além de homem e mulher, os “colunas do meio” já nascem assim. E como para uma mentira virar verdade neste mundão sem Deus, basta insistir em afirmá-la, logo conseguirá, pelas mesmas vias em que a teoria evolucionista de Darwin (aquela que diz que a gente vem do macaco), virou doutrina acadêmica inqüestionável nas escolas, embora nunca tenha se provado empiricamente como algo além de uma engenhosa teoria.

O absurdo do “casamento gay” já é lei em muitas nações e, particularmente na nossa, já ameaça colocar na cadeia que não aceite tal idéia, qualificando os oponentes sob a égide da “homofobia”. Uma lei já aprovada na Câmara dos Deputados e agora tramitando no Senado está para criminalizar com pena inafiançável quem ao menos levante a voz para combater o homossexualismo.

Fico tentado imaginar daqui a alguns anos o resultado dessa nova família, onde o pai é uma mulher, a mãe é um homem e o filho, sabe-se lá o que vai ser...

O mundo está podre em sua essência! Só não deteriorou por completo, só não foi lançado para sempre no negrume das trevas porque há um elemento no meio de todo este caos: a Igreja, povo exclusivo de Deus, sal da terra, luz do mundo, coluna e baluarte da verdade!

Não, os conceitos eternos não serão extintos da terra porque há quem os sustente! Deus é Deus. Família é família. Casamento é casamento. Homem é homem. Mulher é mulher. Autoridade é autoridade. Verdade é verdade. Pecado é pecado. Imoralidade é imoralidade. Redenção é redenção. Juízo é juízo... Embora proclamar isso pareça antiquado ou mesmo ridículo, haverá sempre um povo que o proclame, ainda que para isso enfrente o desdém, a prisão e até a morte. E quando, enfim, a paciência do Senhor se esgotar, não serão os crentes com suas "idéias medievais" expulsos desse mundo, mas os loucos que ousaram tentar transformar a verdade de Deus em mentira.

Então Ele, o Criador e Resgatador de todas as coisas, levantará novos céus e nova terra sobre a mesma coluna e baluarte que resiste hoje: a sua igreja!

Pense nisso e meça a sua responsabilidade. Afinal, você tem que resolver: ou vive e proclama a rigidez da verdade de Deus, ou é levado para as trevas pela enxurrada da “modernidade”. É você que decide!


Edifique-se

Comunidade Cristã de Ribeirão Preto - Rua Japurá, 829 - Ipiranga
Ribeirão Preto SP - CEP 14055-100 - Fone: +55 16 3633-5957
comcrist@comcrist.org
Desenvolvido por Atual Interativa